ESCOLA B

MISSÃO E OBJETIVO

ESCOLA B é o braço educativo da BATEKOO. Com articulações entre o campo artístico-cultural, criativo e econômico-social, desenvolve ações formativas e afirmativas através do âmbito digital e presencial. Nossa missão é colaborar com a expansão de conhecimentos através dos cursos livres e ampliar inserção de jovens negros, perifericos e LGBTQIAPN+ em programas de capacitação e conexão para mercado de trabalho e direcionamento de carreira a partir de tecnologias e saberes. Assim, seu objetivo é atuar na formação e capacitação de jovens tomando a arte e a cultura como elementos atravessadores das ações educativo-formativas. 

Considerando que a BATEKOO é um movimento artístico e cultural, com diversas frentes de/para pessoas negras e LGBTQIAPN+ que habitam espaços territórios urbano-periféricos variados e que são acometidas pelas violências estruturais da sociedade brasileira, nós entendemos que desenvolver percursos de enaltecimento, celebração e educação para essa população é a maior ação que podemos oferecer enquanto plataforma.

Como funciona

Aulas virtuais ou presenciais podendo acontecer em qualquer plataforma digital e qualquer espaço físico de aula.

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) – MOODLE

Ações Educativas Mediadas e Interligadas

Emissão de Declarações de Participação

CURSOS DIGITAIS
E PRESENCIAIS

Mais de 244850 pessoas impactadas

MAIS DE

244850

PESSOAS IMPACTADAS

MAIS DE

0

professores negres contratados

Mais de 0 professores negres contratados

Projeto AB
Absolut + Escola B

Capacitação profissional com intuito de gerar empregabilidade e fomentar o empreendedorismo LGBT+, conectando membros da comunidade às oportunidades do mercado de trabalho.

Foram oficinas, workshops e uma programação especial de festas da Batekoo com venda de ingressos revertida para a produção e manutenção da grade de cursos do Projeto AB. Durante o primeiro mês de funcionamento foram oferecidas 33 oficinas com um total 274 vagas.

Lista Negra
Escola B + RESSO

Parceria com a RESSO onde criamos uma websérie para celebrar os gêneros musicais afro-brasileiros e enaltecer a trajetória de artistas negros independentes. Os convidados foram o produtor Mu540 falando sobre o TRAP, o Poeta contando a história do pagodão baiano e as cantoras N.I.N.A trazendo o GRIME e Deize Tigrona com o funk.

Músicas negras do Brasil

Curso com participação de Margareth Menezes e Evandro Fióti, com o objetivo de dialogar e ampliar conhecimentos sobre as práticas sonoras do povo negro afrodiaspórico abordando a diversidade de gêneros como samba, rap e funk.

Corpo, Movimento e Danças Negrobrasileiras

Curso livre realizado em junho de 2021 e que teve como  objetivo de trazer a diversidade do corpo negro em diáspora no universo da dança, além de discutir a presença dessas configurações de dança em solo brasileiro. Contamos com a presença da coreógrafa e multiartista Carmen Luz e da bailarina Ingrid Silva na aula inaugural além de ao longo do curso ter tido aulas sobre a dança afroindígena, afrofunk, vogue e muito mais.

Black Pink Money

Curso com participação de Nina Silva, Alan Soares, do Movimento Black Money; Dayana Souza, da Conta Black; Janaína Maria e Leandro Dias, da AkinTec; Alan Soares, do Boletinhos; e Amanda Dias, do Grana Preta. Com o objetivo de dialogar e ampliar conhecimentos sobre educação financeira, planejamento e investimento para ativar conhecimentos e saberes que venham colaborar com a compreensão mais expandida sobre o universo financeiro.

Cultura Nóiz que faz!

Com participação de Monique Evelle, Naomi Savage, Carol Gonçalves, Michelle  Barros, Hilana Bernardo, Rafael Pinto, Viviane Soledade e Adê Filho, o curso destinado a formação de produtores culturais que atuam nos diferentes percursos de atuação; Discutiremos questões relacionadas à produção cultural desde uma concepção relacionada à ativação, dinamização e organização de ações culturais de diversos segmentos, entrelaçando diálogos sobre pré-produção, produção e pós-produção de projetos culturais.

Produção de PODCAST

O curso, em formato de 3 aulas presenciais, tem a dinâmica de desenvolver pedagogicamente a dimensão técnico-midiática e  artístico-cultural de PODCASTS, em que questões da negrura serão atravessadas por debates sobre juventudes e as produções sonoras tomando a música negra e LGBTIA+ como carro chefe do processo de construção. Com mediação de Monica.

O Corre do Freelancer

Ministrado por Denise Sairo, o curso é voltado para pessoas que atuam no mercado da cultura, nas diferentes concepções e práticas. Tomando a experiência formativa e atenta às questões do tempo em que vivemos, a ESCOLA B – BATEKOO em parceria com a Freela School se unem para expandir debates, questões e construir aprendizados sobre a práxis do freelancer. Sendo a criatividade fio condutor de toda estrutura pedagógica, pontos de atenção serão articulados no decorrer das aulas. Rolou também uma roda de conversa com Negra Maria e Fefê Venturini.

Criatividade e Mercado Cultural

Curso com participação de Rico Dalasam, Taísa Machado, Ziati Comani, Ana Gb e Mari Santos;  tem como  objetivo de colocar na roda questões relacionadas aos processos criativos e as relações com os públicos, nos seus diferentes percursos, sejam eles digitais e/ou presenciais, em universos artísticos, culturais e educativos, bem como os territórios em que essas dinâmicas acontecem. O campo das discussões e reflexões sobre criatividade têm possibilitado ao mercado cultural uma expansão de suas concepções e práticas, possibilitando que pessoas, coletivos, grupos ou outras determinadas configurações envolvidas obtenham caminhos possíveis de diálogos com os públicos e com os espaços em que a dimensão criativa acontece. Por assim dizer, este curso coloca a criatividade no centro de sua proposição para dialogar sobre os meandros do mercado da produção, difusão e formação no campo da cultura.

Produção de PODCAST

Movimento Salvador Capital Afro

É um projeto de fortalecimento e projeção do Turismo Étnico Afro em Salvador. O SCA tem como objetivo ativar um novo posicionamento do destino Salvador, colocando a cidade em lugar de destaque quando o assunto for o Turismo Étnico Afro no Brasil e no cenário mundial.

Foram realizadas ações territoriais em 05 bairros de Salvador: Itapuã, Curuzu, Centro Histórico, Ilha de Maré e Rio Vermelho.

Laboratório de Desenvolvimento artístico negro

Músicas Negras da Bahia

Music Business

Oficina de Discotecagem

Estamos em construção e logo você poderá fazer o download desta foto! Fique atento às nossas redes sociais. Obrigada pela compreensão.